Jogo novo, o mesmo fim…

A terminar o ano civil, o Infesta iniciou a segunda volta do campeonato com uma derrota caseira frente aos vizinhos do Padroense por 1-2, curiosamente o mesmo resultado que nos jogos anteriores desta temporada. Depois de já na segunda parte, a equipa visitante chegar ao segundo golo, o Infesta reagiu por João Rodrigues, mas a expulsão no minuto seguinte de Morgado, fez com que os comandados por Bruno Costa, tivessem muitas dificuldades em conseguir chegar à igualdade.

  • Domingo | 29 de Dezembro | 15h00
  • Divisão de Elite – Série 1 | AF Porto | Jornada 16
  • Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia
  • FC INFESTA 1-2 PADROENSE FC
  • 0-1 Ricardo (60′) | 0-2 Cacheira (67′) | 1-2 João Rodrigues (70′)
  • INFESTA: Rui Pereira; Malícia, João Silva, André Ribeiro (c), Rafael Pinho (46′); Bessa (46′), Luís Carlos (63′), Mário (79′), Morgado; João Rodrigues e Dani (63′).
  • TR: Bruno Costa
  • Suplentes: Pedro Marques, Chaves, Morais (46′), Baptista (63′), Lúcio (46′), Filipe (63′) e Maia (79′).

Num “derbi” emotivo e equilibrado – tal como os dois jogos já disputados entre ambas as equipas nesta temporada – foi novamente o Padroense que levou a melhor, impondo a sua experiência que foi eficaz em momentos cruciais da partida. Desde o inicio da partida, os visitantes tentaram impor um futebol directo para os dois avançados possantes, Jardel e Pedro Oliveira. Jardel que por duas vezes, rematou para defesas do guarda-redes do Infesta, Rui Pereira foi o primeiro a dar sinal de perigo no jogo. Porém, foi o Infesta que criou a melhor oportunidade de golo aos 22 minutos num excelente remate de Morgado que enviou a bola à barra da baliza de Moreira. Pouco depois numa jogada rápida do Infesta, João Rodrigues em boa posição, atirou por cima da baliza. Aos 36 minutos, na sequência de um pontapé de canto, João Silva, isolado ao segundo poste, cabeceou por cima. O Padroense só em lances de bola parada ia chegando à baliza do Infesta e perto do intervalo, o árbitro fez “vista grossa” a uma falta sobre Dani que ia isolado, tendo sido derrubado por Fábio, perdoando também a expulsão ao defesa central forasteiro.

Na segunda parte, o Padroense foi letal em dois momentos da partida, aos 60 minutos, Cacheira pela direita, vai à linha de fundo, cruza para a área onde estava Ricardo que desviou para o golo inaugural da partida. Sete minutos depois, jogada idêntica só que do lado esquerda, com Ricardo a cruzar e Cacheira a aumentar a vantagem para a equipa visitante. O Infesta com os golos sofridos, “acordou” e aos 70 minutos João Rodrigues foi mais espedito que todos na sequência de um canto, reduziu o marcador. Só que no minuto seguinte, as ambições infestistas ficaram goradas com o segundo cartão amarelo de Morgado, acabando expulso e colocando a equipa a jogar com dez unidades. No entanto e apesar da desvantagem numérica, o Infesta foi a equipa que mais procurou o golo mas foi o Padroense que bem perto do final, esteve perto de fazer o terceiro golo com um remate de Ricardo que embateu na trave da baliza do Infesta.

O Infesta continua assim a partilhar o 17º lugar com o Pedroso, somando 9 pontos. Na próxima jornada, o Infesta desloca-se ao terreno do Ermesinde.