Expulsão condicionou o resultado final

Expulsão condicionou o resultado final

6 de Maio de 2019 

Boa moldura humana no último jogo do campeonato para estas duas equipas, pena foi que depois de uma primeira metade bem disputada e equilibrada, a expulsão “exagerada” de Silva, colocou o Infesta a jogar quase toda a segunda parte com dez elementos, permitindo ao Salgueiros o avolumar do resultado.

  • Domingo | 5 de Maio | 17h00
  • Divisão de Elite – Série 1 | AF Porto | Jornada 34
  • Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia
  • .
  • FC INFESTA 2-4 SC SALGUEIROS
  • 0-1 Branco (18′) | 1-1 Amaral (26′) | 1-2 Branco (47′) | 1-3 Ofufu Iben (71′) | 1-4 Rui Lima (75′) | 2-4 Ruca (90+3′) gp
  • .
  • INFESTA: Gouveia (88′); Arnold, Silva, André Ribeiro, Amaral; André Moreira (78′), Mário (88′), Tiago Santos, Morgado (78′); Rui Filipe (78′) e Ruca.
  • TR: Jorge Pinto
  • Suplentes: Ramalho (88′), Estrela, Bessa, Lúcio (88′), Dani (78′), João Rodrigues (78′) e Zé Gomes (78′).

Com alguma “tremideira” inicial, o Infesta permitiu que o Salgueiros cria-se alguns lances de perigo junto da baliza de Gouveia e aos 15 minutos, num livre indirecto dentro da grande área, Neves atirou ao lado. Na resposta, Ruca corre pela esquerda, passou em profundidade para Morgado que já dentro da área, rodopiou sobre o defesa mas atirou à figura de Rui Neves. O Salgueiros chegou à vantagem aos 18 minutos por Branco que após a cobrança de um livre de Rui Lima, apareceu sozinho ao segundo poste para cabecear para o primeiro golo da partida. O Infesta respondeu bem com várias investidas ofensivas e aos 26 minutos, após um mau alívio da defensiva salgueirista na sequência de um pontapé de canto, no meio da confusão, Amaral foi mais assertivo e empatou a partida. Perto do intervalo, Ofufu Iben tem uma entrada dura sobre Morgado que o árbitro assinalou mas que não sancionou com pelo menos um cartão amarelo, dualidade de critérios diferentes para as duas equipas.

Na segunda parte, o Infesta entrou praticamente a perder, jogada rápida pela direita, cruzamento de Iben para a área onde apareceu Rui Lima que cabeceou à barra e na recarga, completamente sozinho, Branco bisou e fez o segundo golo do Salgueiros. O Infesta reagiu mas aos 56 minutos ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Silva que viu o segundo cartão amarelo por falta sobre Rui Lima, um amarelo exagerado. Apesar de estar a jogar com menos uma unidade, Mário, André Ribeiro e Ruca tiveram oportunidades para poder chegar ao empate mas o Salgueiros acabou por fazer jus à vantagem numérica em campo, para aumentar a vantagem no marcador aos 71 minutos por Iben que foi mais rápido que os defensores do Infesta e bateu o guarda-redes Gouveia. Completamente desmoralizada, a equipa do Infesta sofreu o quarto golo por Rui Lima que desmarcou-se a passe de Iben e na cara de Gouveia, não perdoou. O resultado ia ganhando proporções exageradas e o Infesta acabou por reduzir já em cima do apito final por Ruca, através de uma grande penalidade cometida sobre Dani, estabelecendo o resultado final em 2-4 a favor dos visitantes.

Termina assim a edição 2018/19 da Divisão D’Élite – Pró Nacional, onde o Infesta fixou-se num 12º lugar, tendo somado 39 pontos, ficando 13 pontos acima da linha de despromoção e com o objectivo perfeitamente alcançado. Mais um ano em que o treinador do Infesta, Jorginho, fez autênticos milagres, juntando a tudo isto, bom futebol.

Nesta série 1, Canelas e Valadares passaram à fase seguinte, onde vão disputar com Rebordosa e Tirsense, o titulo distrital e a consequente subida ao Campeonato de Portugal. O Infesta deseja boa sorte a todos. No que toca a descidas, descem de divisão na série 1 o Pedrouços e o Lavrense, sendo acompanhados por Nun’Alvares e Baião na série 2.

Galeria de Fotos: INFESTA 2-4 SALGUEIROS

Foto: Carla Ferreira

 

Partilhar...