Golo de Maia ao cair do pano, deu a primeira vitória ao Infesta

Jogo antecipado para a noite de sexta-feira, muito equilibrado do principio ao fim, mas que acabou por cair os três pontos para o Infesta, alcançando a primeira vitória no campeonato.

  • Sexta-feira | 23 de Novembro | 21h00
  • Divisão de Elite – Série 1 | AF Porto | Jornada 13
  • Estádio Manoel Marques Gomes, Canidelo, Vila Nova de Gaia
  • SC CANIDELO 1-2 FC INFESTA
  • 0-1 João Rodrigues (22′) | 1-1 Carlitos (31′) | 1-2 Maia (93′)
  • INFESTA: Rui Pereira; André Lima, João Silva, Chaves, Rafael Pinho; Baptista (82′), Lúcio, Morgado (82′), Mário (68′); Miguel Dias (68′) e João Rodrigues.
  • TR: Bruno Costa
  • Suplentes: Pedro Marques, Morais, Malicia, Bessa (68′), David Pinto (82′), Maia (82′) e Dani (68′).

Foi uma partida muito disputada a meio campo e bastante equilibrada, mas no primeiro tempo, o Infesta obteve ligeiro ascendente. Aos 5 minutos, João Rodrigues pela esquerda, isolou Mário que bem posicionado perante Baia, rematou à sua figura. A equipa da casa, aos poucos ia subindo no terreno e criou perigo em dois cruzamentos com os seus avançados a atirarem para fora. Aos 17 minutos, o Infesta ameaçou novamente, Lima cruzou da direita e João Rodrigues rematou de primeira cruzado, mas a bola passou a rasar o poste. Aos 22 minutos e numa fase em que o Infesta estava por cima do jogo, surge um canto da direita que Rafael cruzou ao primeiro poste, Lúcio de cabeça obriga Baia a uma intervenção exigente e na recarga, João Rodrigues fez o primeiro golo do Infesta. Motivados pelo golo, a equipa de Bruninho mantinha a toada ofensiva e pouco depois, Mário em boa posição, rematou ao lado. À passagem do minuto 28, o Infesta reclama uma grande penalidade, primeiro por falta sobre João Rodrigues e depois, por mão de um defesa, a remate de Lúcio, o árbitro não atendeu aos protestos e mandou seguir. Aos 31 minutos, Rodrigo faz um passe para o meio, este ressalta num defesa do Infesta e isola Carlitos que perante Rui Pereira, não perdoou e empatou a partida. O Infesta respondeu logo de seguida por Mário que à entrada da área, rematou em jeito para defesa de Baia. Perto do intervalo, Pedro Lisboa isolou-se a passe de Rodrigo e perante Rui Pereira, o guarda-redes do Infesta adivinhou o lado e defendeu.

Na segunda parte, o Canidelo entrou mais “determinado” em chegar ao golo mas não dispôs de grandes lances de perigo, que justificassem a vantagem. E até foi o Infesta que aos 78 minutos, num livre para a área do Canidelo batido por Lima, João Rodrigues de cabeça, atirou à figura de Baia, criando algum perigo na baliza dos visitados. Aos poucos o Infesta ia ameaçando novamente, Lima da direita, cruzou para o segundo poste onde apareceu Morgado que amorteceu de cabeça para João Rodrigues, mas valeu ao Canidelo o central Nico que tirou o “pão da boca” ao avançado do Infesta. E quando já todos pensavam que o empate seria o resultado final, eis que aos 93 minutos, numa jogada rápida de ataque do Infesta, Lima pela direita cruzou para a área, Maia embrulhou-se com um defesa, João Rodrigues tentou de calcanhar marcar, mas foi Maia que mais lesto, rematou para o fundo da baliza e colocou o Infesta novamente na frente do marcador, alcançando assim a primeira vitória no campeonato.

O campeonato vai parar uma semana, para ser disputada a 3ª eliminatória da Taça da AF Porto, no próximo fim-de-semana, com o Infesta a deslocar-se ao reduto do Padroense. Depois, a equipa de Bruninho tem novo jogo fora-de-casa, desta feita em Grijó para a 14ª jornada do campeonato.