Patrocinadores

  • brali
  • mabera
  • douro digital
  • de les a les

Seniores vão disputar a fase de subida à primeira divisão.

Mais uma época que se adivinha de grande sucesso para a equipa de voleibol feminino do FC Infesta, depois de em época de estreia alcançarem uma histórica subida de divisão, juntando o título de campeãs nacionais da 3ª Divisão, a formação orientada por Sara Gomes tem já garantida a permanência na 2ª Divisão Nacional e a disputa da segunda fase do campeonato.

Para a técnica da formação infestista, esta época não poderia estar a correr melhor: “A nossa equipa não sofreu grandes alterações, tivemos algumas entradas mas a base principal manteve-se o que é muito bom e muito importante. Chegar a Dezembro e ter o objectivo principal já alcançado, faz com que iniciamos a fase seguinte com uma pressão menor e mais desinibidas dentro de campo”.

Para esta época o objectivo passava apenas pela permanência, que já está alcançada, mas agora há uma nova fase onde acima de tudo, irá servir para ganhar experiência para novos objectivos no futuro como nos explica a atleta Sofia Pimentel: “O sonho de qualquer jogadora é disputar a primeira divisão e esse será um dos nossos objectivos para daqui a algum tempo”. Para Sara Gomes, o objectivo passa apenas por fazer “o melhor possível e ser aquela equipa “chata” que vai dificultar ao máximo as equipas favoritas à passagem à fase seguinte.”

Agora vem uma segunda fase com equipas difíceis onde só o primeiro classificado terá acesso à disputa pela subida 1ª Divisão, para a capitã Mariana Teixeira, será um resto de temporada com grandes embates, a começar já com um derbi frente à Académica de S.Mamede: “Já na primeira jornada, vamos defrontar a Académica de S.Mamede, depois temos ainda como adversários o Vilacondense com quem disputamos a primeira fase, o Esmoriz, que nos eliminou da Taça de Portugal, o CS Madeira e o CV Lisboa, será uma segunda fase a duas voltas em que apenas o primeiro classificado apura-se para a fase seguinte. Serão encontros “rasgadinhos” e de dificuldade máxima”.

Esta época, os jogos têm sido muito mais equilibrados que os da temporada passada, o facto de o Infesta ter terminado em segundo lugar esta fase, explica isso mesmo, que a equipa não venceu todas as partidas que disputou, mas isso não esmorece as atletas: “Ficamos um pouco tristes logo após a partida, mas depois de fazermos uma analise ao encontro, logo encontramos formas de melhorar para um dia mais tarde, aumentar as expectativas para um futuro próximo” explica Sofia Pimentel.

Alcançar os êxitos que se tem alcançado, quando é apenas o segundo ano de existência do voleibol no Infesta, é um motivo de orgulho para todos os elementos da equipa: “É um orgulho ver estes resultados e ver também os adversários a olhar para nós com respeito, por exemplo, no jogo contra o Vitória de Guimarães, que tem um grande historial no voleibol feminino, em que praticamente garantimos a permanência e o acesso à segunda fase, foi com um arrepio na pele que depois de vencermos a partida, vimos as atletas adversárias caídas no chão, a chorar, porque sabiam que iam ficar na série dos últimos e nós na série dos primeiros” diz Mariana Teixeira.

A estreia nesta segunda fase será no dia 7 de Fevereiro, no Pavilhão da Escola Maria Manuela de Sá, frente à Académica de São Mamede.

Partilhar...

Categories: Voleibol

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.