Eficácia e anti-jogo do adversário foram determinantes para a derrota

Domingo | 15 de Novembro de 2020 | 10h00

Divisão de Elite – Pró Nacional – Série 1 | AF Porto | Jornada 9

Estádio Cidade de Rio Tinto, Gondomar

SC RIO TINTO 2-1 FC INFESTA

0-1 João Rodrigues (20′); 1-1 Elvas (37′) p/b; 2-1 Freixo (43′)

SC RIO TINTO: Ivo, Gonçalo, Costinha, Renato (38′), Hélder, Marcelo, Freixo, Artur, Miguel Almeida, Luís Silva (73′) e Santana (90+2′).

TR: Vítor Oliveira

Suplentes: Matos, Diogo Loureiro, Diogo Martins, Bastos, Rui Costa (73′), Tete (38′) e Miguel Sousa (90+2′).

FC INFESTA: Miguel Ângelo, Malícia, João Ricardo, Elvas, André Ribeiro, Morais, Bessa (58′), Paulinho (73′), Lúcio (58′), Morgado (73′) e João Rodrigues.

TR: Bruno Costa

Suplentes: Pedro Marques, Gabi, João Reis (73′), António, Mário (58′), Miguel Mota (58′) e Dani (73′).

Disciplina: Cartão vermelho a Miguel Ângelo aos 81 minutos.

Num encontro entre os dois últimos classificados, cedo se percebeu da importância anímica que a partida teria para ambas as equipas. A partida foi disputada em horário pouco normal para o futebol sénior, pois, devido às imposições governamentais, relativamente à situação pandémica que se vive no mundo, o encontro foi marcado para as 10h00.

Apesar de o Infesta desde cedo, ter mostrado querer mandar na partida, foi a equipa da casa que obrigou Miguel por duas vezes, a mostrar serviço, cedendo dois pontapés de canto. No entanto, o Infesta subia no terreno e foi com naturalidade que chegou ao golo à passagem dos 20 minutos por João Rodrigues que levou a melhor sobre um defesa e aplicou um remate em jeito, inaugurando o marcador. O Infesta manteve a toada e poucos minutos depois, João Rodrigues ganhou uma falta à entrada da área. Na conversão, Malícia obrigou Ivo a uma grande defesa. A equipa da casa só em situações de bola parada. criava algum perigo. Aos 37 minutos, num livre para a área, Elvas tentou aliviar mas acabou por introduzir a bola na própria baliza, fazendo o empate para o Rio Tinto. O Infesta respondeu numa excelente jogada individual de João Rodrigues que em velocidade, ganhou espaço na área, mas rematou ao lado. Pouco antes do intervalo, Freixo na sequencia de um pontapé de canto, introduziu a bola na baliza do Infesta e colocou a equipa da casa na frente do marcador.

Na segunda parte, o Infesta voltou a entrar melhor na partida com mais dinâmica, mais bola e mais assertivo e é novamente João Rodrigues que se isola mas não consegue desfeitear o guarda-redes Ivo, que defendeu com os pés. A partir deste lance, imperou o anti-jogo por parte do Rio Tinto, com vários jogadores da equipa da casa a perderem tempo, caindo e simulando lesões. No entanto, o Infesta foi incansável na procura do golo do empate, Malicia “bombeou” várias bolas para a área na procura dos jogadores mais ofensivos do Infesta e aos 76 minutos, Miguel Mota ficou isolado perante Ivo, mas rematou para fora. O objetivo do Infesta piorou aos 81 minutos, o guarda-redes Miguel foi fora da área disputar um lance com Rui Costa, ambos caíram e o árbitro da partida, Paulo Bernardo, expulsou o guardião. Para a baliza foi o capitão André Ribeiro que conseguiu suster o livre marcado e por duas vezes, foi até à área contrária para disputar as bolas aéreas através dos pontapés de canto, mas o resultado não mais se alterou.

O Infesta merecia mais pois foi a única equipa que mostrou querer vencer a partida. Com esta derrota, a equipa desceu ao último lugar, sendo ultrapassada pelo seu adversário. No próximo domingo, o Infesta recebe o Candal, jogo agendado para as 10h00.

Foto: Joaquim Sousa