Andebol: Infesta ainda deu luta com a mudança de pavilhão

Pavilhão da Escola Secundária Abel Salazar, apresentou vários locais do piso com humidade.

Num jogo repartido por dois pavilhões, o Infesta acabou por ser derrotado pela equipa do Sporting, actual detentor da Taça de Portugal. Os minutos iniciais da partida, denotavam algum equilíbrio no encontro, mas cedo, o Sporting tomou o controle da partida e foi aumentando a vantagem no marcador.

A primeira parte, que terminou com o resultado de 9-23, ficou marcada pelas várias interrupções na partida devido a alguns locais do piso do pavilhão da Escola Secundária Abel Salazar, denotarem humidade, devido às fortes chuvas que têm acontecido nos últimos dias. Ficou decidido no intervalo, entre as duas equipas e a equipa de arbitragem, que a segunda parte iria ser disputada no Pavilhão Municipal do Padrão da Légua.

Segunda parte essa que foi mais equilibrada, onde o Sporting acabou por tirar o pé do acelerador, devido à grande vantagem que tinha alcançado na primeira parte, no entanto conseguiu marcar mais quatro golos que o Infesta, acabando por vencer por 18-36.

Fica na retina mais uma vez, as dificuldades que o Infesta se depara no dia-a-dia. A cidade de São Mamede de Infesta, tem duas equipas de andebol a disputar a 2ª Divisão Nacional, isto para não falar nas variadas equipas de formação. Sabendo há já vários anos, que o Infesta não tem pavilhão para poder jogar oficialmente, seja em que escalão for e as limitações que o Pavilhão da Escola Secundária Abel Salazar tem, não se compreende como não se soluciona este problema, que é urgente, em prol da comunidade mamedense. Fica o agradecimento pela compreensão, à instituição Sporting Clube de Portugal e à equipa de arbitragem pelo transtorno causado.

A equipa do Infesta, só joga oficialmente a 12 de Janeiro, quando receber a Académica de São Mamede em mais um derbi da cidade de São Mamede de Infesta, a contar para o campeonato.

Deixe um comentário