Infesta perde com Académica

“Estudantes” deram a volta no marcador

O Infesta continua a marcar passo no Campeonato Nacional da 2ª Divisão de juniores. Esta tarde, a equipa foi derrotada em casa pela Académica de Coimbra por 1-2. Com algumas baixas na equipa por lesão e castigos, Ricardo Passos, Diogo Mendes, Rui Pedro e Nuno Monteiro, José Catalão teve algumas dificuldades em escalonar um onze para este jogo e até surpreendeu, ao colocar de inicio o habitual guarda-redes suplente, Rui Neves, em detrimento de Pedro.

A equipa de Coimbra entrou como seria de esperar mais forte e o Infesta limitava-se a defender e a esperar por um erro do adversário. Logo nos primeiros minutos, a Académica dispôs de um livre perigoso, descaído para a esquerda, mas a bola passou ao lado da baliza do Infesta. O Infesta respondeu com dois remates, mas inofensivos para o guarda-redes visitante. A Académica circulava bem a bola e o Infesta fechava bem os espaços e só de bola parada, a equipa visitante criava perigo. A meio da primeira parte, a Académica enviou uma bola ao poste por intermédio de Eric onde Rui Neves deixou bater a bola à sua frente e, com alguma sorte, viu a bola bater no poste. O Infesta sem fazer muito por isso, conseguiu chegar ao golo aos 25 minutos, num livre marcado por Rochinha ao segundo poste, onde apareceu Diogo Ferreira, que de cabeça, não perdoou, inaugurando o marcador. A Académica sentiu o golo e deixou de jogar bom futebol, acusando algum nervosismo, mas mesmo assim, criou oportunidades para chegar ao empate. Primeiro, Miguel Vicente isola-se e perante Rui Neves, não conseguiu desfeitear o guarda-redes mamedense e depois, o mesmo Miguel Vicente, numa recarga surge perante Rui Neves que consegue defender para canto. No pontapé de canto, novamente Miguel Vicente em destaque, ao fazer o golo do empate dos estudantes. Na segunda metade, o Infesta soube aniquilar as investidas da Académica e só aos 75 minutos houve novo lance de perigo e foi para o Infesta quando Diogo Ferreira, isolado perante o guardião forasteiro, faz-lhe um chapéu, mas a bola foi cortada mesmo em cima da linha de golo pelo central da Académica. Aos 85 minutos, a Académica chega à vantagem por Eric que soube aproveitar um pontapé de baliza curto e baixo de Rui Neves, para ganhar a bola e partir em direcção da baliza para fazer o segundo golo da Académica. O Infesta lutou arduamente para ter outro resultado mas sem sucesso.

O Infesta demonstrou hoje outra atitude que não o tinha feito em jogos anteriores e espera-se que com mais uns dias de trabalho, a equipa vai acabar por conseguir chegar aos objectivos pretendidos. No próximo sábado, o Infesta desloca-se ao Estádio Mário Duarte, para defrontar o Beira-Mar.