Derrota extremamente pesada para o Infesta

Numa partida disputada debaixo de bastante chuva, o Infesta até esteve bem criando algum perigo junto da baliza de Nuno, mas a equipa da casa, melhor adaptada ao relvado escorregadio, chegou ao intervalo a vencer. Na segunda parte, a entrada determinada do Infesta em reduzir, deu frutos com o golo de João Rodrigues, mas a equipa da casa, aproveitou o adiantamento ofensivo da turma de Bruno Costa, que se estreou como treinador do Infesta, para aumentar a vantagem e fechar o marcador numa derrota extremamente pesada para o Infesta.

  • Domingo | 10 de Novembro | 15h00
  • Divisão de Elite – Série 1 | AF Porto | Jornada 11
  • Complexo Desportivo de Pedroso, Vila Nova de Gaia
  • FC PEDROSO 6-1 FC INFESTA
  • 1-0 Quim Zé (32′) | 2-0 Filipe (37′) | 2-1 João Rodrigues (60′ gp) | 3-1 Isidro (70′) | 4-1 André (73′) | 5-1 Ricardinho (76′) | 6-1 Teixeira (80′)
  • INFESTA: Rui Pereira; André Lima, João Silva, André Ribeiro, Rafael Pinho; Baptista, Lúcio (70′), Morgado (75′); Miguel Dias, Dani (46′) e João Rodrigues.
  • TR: Bruno Costa
  • Suplentes: Pedro Marques, Morais, Cardoso, Bessa (70′), Mário (75′), David Pinto e Felipe (46′).

Numa tarde muito chuvosa e com um terreno de jogo escorregadio, o Infesta teve dificuldades em se adaptar ao relvado mas mesmo assim, esteve perto de marcar em duas ocasiões, numa delas, Silva, sozinho, cabeceou por alto, respondendo a um cruzamento bem medido de Morgado. A equipa da casa pouco fez para chegar ao primeiro golo, que surgiu aos 32 minutos por Quim Zé, respondendo bem a um cruzamento da direita. Com o golo, a equipa do Pedroso galvanizou-se e chegou ao segundo por Filipe, na sequência de um pontapé de canto, aos 37 minutos.

Na segunda parte, Bruno Costa fez alterações e o Infesta entrou melhor, dando mostras que queria mudar o rumo dos acontecimentos, aos 60 minutos, João Rodrigues isolou-se e foi derrubado pelo guarda-redes da casa, grande penalidade a favor do Infesta que o próprio João Rodrigues se encarregou de cobrar e marcar, reduzindo o marcador para 2-1. Com o golo, o Infesta esteve algum tempo por cima do jogo, só que a equipa da casa, perdia muito tempo para quebrar o ritmo ofensivo do Infesta. O balanceamento ofensivo do Infesta, criava espaços na defesa e num desses momentos, Ricardinho isolado perante o guarda-redes Rui, não conseguiu desfeitear o guardião infestista, permitindo que Rui fizesse a defesa da tarde. Só que aos 70 minutos, tudo se desmoronou, na sequência de um pontapé de canto, Isidro aumentou a vantagem para 3-1 e três minutos depois, André fez o quarto golo a favor do Pedroso. Com a equipa completamente desmoralizada, o quinto e o sexto golo surgiram pouco depois, por Ricardinho e Teixeira.

Resultado demasiado pesado para o Infesta. Na próxima jornada, a equipa recebe o Foz.