Futebol: André Gonçalves “A manutenção não está perdida”

Infesta e Padroense já se defrontaram esta temporada para a Taça “BRALI”.

A 25 de Agosto do ano 2013, o Padroense foi vencer ao reduto do Infesta por 1-2 em jogo da Taça BRALI. Cinco meses depois, houve mudanças nos dois planteis, principalmente na equipa forasteira que mudou de treinador. O treinador-adjunto do Infesta, André Gonçalves, sabe que o adversário é complicado mas lembra os jogadores que não podem cometer os mesmos erros dos dois últimos encontros que redundaram em duas derrotas: “No jogo com o São Pedro da Cova, foi provavelmente o pior que fizemos esta temporada, mas o do Candal, perdemos por incompetência. Podíamos estar a vencer por mais de um golo ao intervalo caso tivéssemos finalizado em golo as oportunidades criadas e entrar na segunda parte com outra segurança. Ainda por cima a jogar com dez, o Candal entrou com outra garra e a nossa equipa não soube estar à altura. Depois ficamos deslumbrados com a nova vantagem e um misto de deslumbramento com incompetência, fez com que sofrêssemos dois golos que nos custaram pontos importantes…”. Em relação ao objectivo da manutenção, a equipa técnica continua confiante: “A manutenção não está perdida e há que continuar a lutar por pontos e este jogo frente ao Padroense não é excepção. A equipa continua a trabalhar bem e não é por falta de empenho nos treinos que temos tido estes resultados.” 

Para este jogo que se vai realizar este domingo a partir das 15h00, no Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia, foi nomeado o Sr. Carlos Andrade para arbitrar a partida.

Deixe um comentário