Futebol: Continua a “malapata” das derrotas pela margem mínima

Infesta sofreu mais uma derrota por 1-0.

Após terminar o ano com uma vitoria frente ao Serzedo, o Infesta iniciou 2014 com uma derrota por 1-0, a nona pela margem mínima das dez já sofridas. 

Substituições: 

– Simões -> Nuno Barbosa – 45′
– Pedro Oliveira -> Rivaldo – 65′
– Maia -> Sérgio Leite – 65′
– Amaral -> Káká – 80′
– Sousa -> Ricky – 80′

Não jogaram: Zé Pedro e Rui Pedro.

Treinador: António Formoso

Disciplina: Cartões amarelos a Guido Simões (36′), Vitinha (90+2′) e Sérgio Leite (90+3′)

Mais um jogo em que o Infesta não foi nada inferior ao adversário. Os jogadores da equipa da casa, fruto de serem os donos do terreno, adaptaram-se melhor às péssimas condições do relvado. Foram também os primeiros a tentar alvejar a baliza por Zé D’Angola mas que o guarda-redes Miguel, mostrou estar atento. O Infesta respondeu bem com um remate de Simões por cima da barra e pouco depois Vitinha e Pedro Oliveira, esbanjaram oportunidades para inaugurar o marcador. Quem não marca sofre e foi o que o São Pedro da Cova fez aos 44 minutos na sequência de um pontapé de canto onde Nuno aproveitou a facilidade da defensiva do Infesta para fazer o primeiro e único golo da partida.

Na segunda parte, o Infesta foi mais equipa, criando vários lances ofensivos. O “irrequieto” Maia aos 64 minutos libertou-se de um adversário e rematou mas à figura do guarda-redes da casa. Depois, Sérgio Leite esquivou-se pela direita e rematou sobre a barra e perto do fim, foi Káká que esteve perto de empatar, mas o remate saiu à figura. Em tempo de descontos Rivaldo chegou a marcar mas o árbitro já tinha assinalado falta de André Ribeiro sobre o guarda-redes da casa.

Com esta derrota, o Infesta perdeu uma boa oportunidade de conseguir ultrapassar o seu adversário na tabela classificativa e mantém assim o último lugar. Na próxima jornada, o Infesta desloca-se ao terreno do Candal.

(em actualização)

Deixe um comentário