Futebol: Derrota “pesada” para o Infesta

Infesta não merecia ter saído de Rio Tinto com um resultado tão avolumado.

A equipa do Infesta, perdeu esta tarde em Rio Tinto por um resultado exagerado, face ao que se passou dentro das 4 linhas. O Rio Tinto foi melhor, mas a vitoria por 4-1, é pesada pelo que o Infesta fez na segunda parte.

Substituições: 
– Pedro Oliveira -> João – 56′
– João Pinto -> Káká – 56′
– Galego -> Sérgio Leite – 73′
– Ricky -> Sousa – 73′
– João Rodrigues -> Lúcio – 73′

Não jogaram: Zé Pedro e Amaral.

Treinador: António Formoso

Disciplina: 
Amarelos a Vitinha aos 45′, João Rodrigues aos 73′ e Nuno Barbosa aos 80′.

A equipa da casa, fez valer da sua experiência para se acercar com maior perigo à baliza do Infesta. Aos 7 minutos, o capitão Miguel rematou em arco mas ao lado da baliza de Miguel. O Infesta respondeu bem com um remate de Pedro Oliveira mas a bola a sair muito por cima. Pouco depois, novo remate para a equipa da casa com perigo por Maciel que ainda toca na barra. A equipa da casa chegou ao golo por Marco Araújo que de cabeça responde ao segundo poste a um cruzamento da direita de Piscinas. Só de remate o Infesta criava algum perigo à baliza do “veterano” Avelino. Logo após o golo do Rio Tinto, João Rodrigues atira mas o guardião da casa estava atento. Aos 35 minutos, o Rio Tinto aumenta para 2-0, numa tentativa de alívio de Jorginho após jogada confusa na área do Infesta, a bola embate em Pedro Martins que a introduz na própria baliza.

Na segunda parte, o Infesta entrou com outra atitude. Foi a única equipa na procura do golo e aos 49 minutos, Nuno Barbosa teve intenção de o fazer, numa excelente jogada de ataque do Infesta, rematou colocado, mas o guardião Avelino estava atento. Pouco depois, João Pinto flectiu para o meio, rematou, mas mais uma vez, Avelino defendeu. Contra a corrente do jogo, o Rio Tinto aumentou a vantagem aos 65 minutos por Tino que aproveitou uma bola perdida na área do Infesta para rematar à meia volta, sem hipóteses de defesa para Miguel. Finalmente, aos 72 minutos, o Infesta chegou ao golo, excelente jogada de ataque pela esquerda de Nuno Barbosa, este cruza para o meio, Káká simula e deixa para João que à entrada da área, não perdoou e reduziu o marcador para 3-1. O Infesta procurava incessantemente mais um golo mas foi o Rio Tinto que bem perto do fim, marcou por Maciel que aproveitou um mau passe de André para o guardião Miguel, o avançado da equipa visitada antecipou-se, fintou o guarda-redes e não desperdiçou a oportunidade para fechar o marcador em 4-1.

Uma derrota pesada para o que o Infesta fez em campo. Com esta derrota, o Infesta soma duas derrotas em outros tantos jogos para o campeonato. O árbitro da partida, esteve bem. Na próxima jornada, o Infesta recebe no sábado o Valonguense.

Deixe um comentário