Futebol: Infantis aplicam “chapa 5” ao Folgosa

Juvenis perderam os primeiros pontos no campeonato.

Nuno Monteiro (treinador dos juniores): “Este era sem duvida o jogo mais importante desta equipa, pois se não ganhássemos o nosso objectivo fica muito difícil.
Depois de uma semana cheia de contratempos, mas com muito trabalho e dedicação ao treino, e com o dia do jogo a nos presentear com muita chuva e um vento terrível, ESTÁVAMOS PRONTOS PARA A BATALHA!
Começando contra o vento a equipa fez uma excelente pressão na saída de bola do adversário, não deixando que este colocasse em zonas de perigo. Com o vento contra as transições ofensivas não saiam tão bem. Depois começou o festival de erros do arbitro: não assinalou uma grande penalidade clara sobre o Pelé, e no momento mais incrível do jogo, anulou um golo limpo ao Luís Teixeira (depois de pressionar o guarda redes) por mão na bola…junto aos pés!!!
Ao intervalo, a equipa percebeu que a luta ia ser maior, mas que conseguíamos os 3 pontos.
Agora, com o vento a favor, entramos forte a pressionar ainda mais o adversário, e mantendo a organização defensiva, fomos criando oportunidades para marcar. Assim, o primeiro golo surge depois de uma jogada de insistência com a bola a sobrar para uma zona lateral e com o cruzamento a encontrar o João Rodrigues a finalizar de cabeça.
Feito o mais difícil, era esperar pela reacção do adversário. Como este não reagiu a equipa continuou a pressão e dominar o jogo.
Foi com naturalidade que após duas transições rápidas a isolar o Pélé, este passou pelo guarda-redes e aumentou para o 3-0.
Até final, de destacar um remate ao poste e uma defesa apertada do guarda-redes do Leça, e para o único lance de perigo do adversário aos…94 minutos!
A personalidade da equipa foi enorme, com os jogadores a assumir a importância do jogo!”

Mário Neves (treinador dos juvenis A): “Quinze jornadas depois perdemos os primeiros pontos no campeonato. Assumo inteiramente a culpa deste empate pois a minha mensagem não consegui chegar devidamente aos atletas. Para mim não ganhamos um ponto , perdemos quatro.
Foi um empate que premiou o atrevimento do Nogueirense na 1ª parte e a sua organizaçâo defensiva na segunda. Nós só nos podemos queixar de nós próprios pois demos 40 minutos de borla ao adversário. A 1ª parte resumiu-se a dois golos para cada lado e a igualdade ao intervalo era inteiramente justa face ao desenrolar do jogo. Ao intervalo chamei os atletas à razão e assistiu-se a uma 2ª parte bem diferente com um domínio 100% absoluto de nossa parte onde criamos e dispusemos de várias situações para ganhar o jogo mas tivemos pela frente uma sólida e organizada defensiva adversária que se limitou a defender no seu meio campo defensivo e um guarda-redes inspiradissímo! Com este empate vimos os nossos adversários mais directos a reduzir distancias.
Saliento que continuamos a depender de nós e hoje mesmo começaremos a preparar da melhor maneira a visita ao terreno da UD Lavrense, actual 2º classificado no próximo domingo pelas 11h00. Peço uma vez mais o apoio de todos os Pais, sócios e adeptos infestistas para que nos apoiem nesta fase crucial da prova. De nossa parte acredito que este empate nos veio dar o click necessário para encararmos todos os jogos até ao fim de época com a máxima seriedade, humildade e competência! Acredito mais do que nunca neste grupo, nesta equipa e tenho a certeza que juntos iremos conseguir os objectivos propostos!”

António Silva (treinador dos juvenis B): “No Domingo, os Juvenis B deslocaram-se ao terreno do Sr. Hora. A partida iniciou praticamente com o golo da equipa da casa, numa arrancada fantástica do extremo-esquerdo. A nossa equipa soube reagir e chegou ao empate poucos minutos depois, na sequência de um pontapé de canto. A partir deste momento, o Infesta foi dono e senhor do jogo. A equipa conseguiu praticar um bom futebol, apoiado e em posse, criando diversas oportunidades de golo. O aproveitamento dessas oportunidades não foi o melhor, seja pela oposição do guarda-redes contrário, pela má finalização dos nossos jogadores ou pela própria barra da baliza. Desta forma, o jogo foi para intervalo com 1-1 no marcador. A segunda parte trouxe um jogo idêntico ao da primeira metade: um Infesta dominador e um Sr. Hora a apostar no futebol direto. Na sequência de um pontapé de canto, a meio da 2ª parte, o Sr. Hora chegou ao segundo golo. A nossa equipa manteve a sua identidade e continuou a tentar chegar ao golo. Uma vez mais, fomos capazes de criar inúmeras oportunidades de golo, mas não fomos capazes de evitar a barreira defensiva do Sr. Hora que defendeu a sua vantagem com unhas e dentes. Apesar de a nossa equipa ter revelado identidade e boa qualidade de jogo, faltou o objetivo principal: os golos. A equipa adversária soube aproveitar as poucas oportunidades que criou, foi tremendamente eficaz e conquistou os três pontos.”

Jorge Pinto (treinados dos iniciados B): “Deslocação difícil a um adversário que ia a nossa frente 2 pontos, jogo com um grau de dificuldade muito elevado. Começamos mais uma vez muito mal o jogo a permitir que o adversário controlasse o jogo e criasse vários situações de perigo na nossa baliza , valeu a tarde inspirada do nosso guarda redes Trigo. Através de um pontapé de canto o adversário chega ao 1-0, em desvantagem começamos a controlar o jogo e criamos algumas situações de golo, através de um canto chegamos a igualdade, com que terminou a primeira parte. Na segunda parte entramos com outra atitude, colocamos velocidade nos corredores , ganhamos o meio campo e fizemos 2 golos através de Nuno, controlamos o jogo até ao final criamos varias situações de golo, o adversário sempre que reagiu, reagiu com perigo mas o nosso guarde redes estava intransponível, no ultimo lance da partida também através de um canto o Aves reduz para 2-3 com que acabou a partida. Temos que melhorar a maneira como temos entrado nos jogos , apáticos, sem intensidade a dar 35 minutos ao adversário, realçar também a exibição do nosso guarda redes Trigo, um miúdo que não tem jogado com regularidade e hoje foi decisivo na nossa vitória, uma palavra também para o Nuno um miúdo com uma atitude enorme no jogo acredita sempre que pode fazer golos , não dá um lance como perdido e tem feito muitos golos num campeonato muito competitivo e difícil como o nosso. Para a semana espero ter todos os jogadores disponíveis e em boas condições físicas para poder prepara mais uma deslocação difícil ao Vitalis Park , onde vamos defrontar o Dragon Force.”

Rúben Amaral (treinador dos benjamins): “Os Benjamins perderam com o Boavista por 12-0, Um jogo com pouco para contar onde o Boavista foi claramente superior em todos os aspectos, justificando o segundo lugar, onde os nossos jogadores estiveram muito abaixo do que têm vindo a demonstrar, uma vitória justa do adversário num fim-de-semana onde fica a ideia que podíamos ter feito bem melhor.”

RESULTADOS DO FIM-DE-SEMANA

– Seniores: INFESTA 2-1 Maia Lidador
– Juniores: Leça 0-3 INFESTA
– Juvenis A: INFESTA 2-2 Nogueirense
– Juvenis B: Senhora da Hora 2-1 INFESTA
– Iniciados A: Dragon Force 5-0 INFESTA
– Iniciados B: Desp.Aves 2-3 INFESTA
– Infantis: Folgosa 0-5 INFESTA
– Benjamins: INFESTA 0-12 Boavista
– Veteranos: Valadares 2-1 INFESTA

Deixe um comentário