Futebol Clube de Infesta

Infesta muito superior mas faltou o golo

15 de Maio de 2022

Domingo | 15 de Maio de 2022 | 17h00

Divisão d’Élite – Pró Nacional – AF Porto – Playoff de Manutenção – 1ª Mão

Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia

Árbitro: João Pereira

FC INFESTA 0-0 AD Grijó

FC INFESTA: Miguel Silva, Rafa (60′), Zé Miguel, Elvas, Morais (c), Paulinho, Diogo Costa (75′), André Teixeira, Aroso, Nuno Nora e Matheus A.

TR: Sérgio Nora

SUPLENTES: Mateus V., Afonso, João Ricardo (60′), Simãozinho, Haliky, Tiago Martins e João Pinto (75′).

AD GRIJÓ: Fábio Carvalho, Hugo, Fábio Gonçalves, Pedro, Vítor Lobo, Joãozinho (88′), Manuel Gomes, Pedro Ferreira, Jony (70′), Tiago Lapa e Rato (88′).

TR: Pedro Ferreira

SUPLENTES: Tiago Pinto, Lourenço, João Sousa (70′), Rodrigo (88′), Lico, Diogo Silva (88′) e Miguel Neves.

O Infesta perdeu uma oportunidade de ouro para arrumar de vez com as contas da manutenção, nesta partida frente à AD Grijó. Se já no jogo da primeira mão, teve o pássaro e não o conseguiu agarrar, nesta partida, desperdiçou inúmeras oportunidades para poder golear o Grijó e festejar a manutenção.

O Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia, foi pequeno para albergar tanta gente que queria assistir à partida, muitos adeptos acabaram por desistir, outros, conseguiram um lugar na pequena bancada, onde assistiram a um excelente espetáculo de futebol.

O jogo foi muito disputado por ambas as equipas mas pertenceram ao Infesta as melhores oportunidades em toda a partida, Paulinho foi o primeiro a dar sinal, com um remate perigoso junto ao poste, tendo a equipa visitante respondido por Jony e Tiago Lapa, obrigando Miguel Silva a aplicar-se. Ainda antes do intervalo, Matheus rematou para boa intervenção de Fábio.

Na segunda metade, o encontro teve praticamente um sentido, Matheus brilhou com várias assistências para os seus companheiros tendo Aroso e João Ricardo, falhado a emenda nas oportunidades mais flagrantes. Com o nítido desgaste físico da equipa grijoense, o Infesta apanhava muitas vezes a equipa adversária em contrapé e num desses lances, Nuno Nora cruzou da direita, tendo Matheus em boa posição, atirado por cima. No último quarto de hora, Sérgio Nora aposta em João Pinto que abriu a frente de ataque e foi nos pés deste que a situação mais perigosa aconteceu já em período de compensação, quando isolado, não conseguiu ultrapassar o guarda-redes adversário e a bola saiu pela linha de fundo.

O empate a zero foi um “bónus” para o Grijó que leva, pelo segundo jogo consecutivo, a decisão para a “negra”.

A partida de desempate ainda não tem data marcada, nem local, sendo já certo que será em campo neutro.