Futebol: Infesta perde “mais uma vez” pela margem minima

É a oitava derrota do Infesta, pela diferença de um golo.

Continua a faltar um “pouquinho assim”, já dizia um celebre anuncio de uma marca de iogurtes para crianças. O Infesta foi mais uma vez derrotado pela margem de apenas um golo e vê o seu adversário directo na luta pela manutenção, aumentar a vantagem de 4 para 7 pontos de diferença.

INFESTA: Ricardo, Jorginho, Rui Jorge (c), Correia, Pedro Pereira, Dany, João Reis (Vitinha I, 66′), Digas, Maga, Vitinha II (Pedro Nuno, 51′) e Serge (Bruninho, 51′).

O Infesta visitou ontem à tarde o Vilaverdense, equipa que estava imediatamente a seguir na classificação com mais 4 pontos. Embora não fosse um jogo decisivo, era importante para a equipa do Infesta trazer pontos de Vila Verde, mas não o conseguiu fazer. O jogo foi bastante equilibrado e nem uma, nem outra equipa, fez por merecer os três pontos. O primeiro sinal de perigo aconteceu apenas aos 16 minutos por intermédio de João Oliveira com um remate perigoso, que acabou por sair ao lado da baliza do guardião do Infesta Ricardo. Pouco antes da meia hora de jogo, o Vilaverdense, na sequência do seu primeiro pontapé de canto da partida, chega ao golo. Canto marcado por Sérgio, cabeçada ao segundo poste de João Oliveira, Ricardo ainda defende mas Bruno Filipe na recarga, inaugura o marcador. O Infesta reagiu aos 38 minutos numa excelente combinação entre Serge e Vitinha II, este cruza para a área e quando Maga estava já em posição de finalizar, apareceu Lomba a cortar o lance. Pouco antes do intervalo, livre perigoso da esquerda onde Digas atira com força mas o guarda-redes da casa Miguel, afastou com os punhos. O intervalo chegava com o Vilaverdense em vantagem.

Na segunda metade, o Infesta entrou à procura do golo do empate mas sem grande perigo. O treinador José Manuel Ribeiro, mexe na equipa com as entradas de Pedro Nuno e Bruninho e a equipa acaba por ser mais acutilante e perigosa no ataque, mas o primeiro e único lance de perigo aparece apenas aos 70 minutos por intermédio de Pedro Pereira que tem um remate com o seu pé esquerdo do meio da rua, mas a bola acaba por passar por cima da baliza do guardião da casa. Até ao final, o Infesta bem tentou, mas as suas intenções, esbarravam na defesa do Vilaverdense que soube defender bem a vantagem.

O Infesta soma assim a décima derrota no campeonato em doze jornadas e vê as equipas acima da linha de água, aumentarem as vantagens pontuais. O árbitro da partida, Rui Fernandes de Viana do Castelo, esteve bem durante todo o encontro.

Na próxima jornada, a disputar-se no próximo sábado, dia 29, o Infesta recebe o Vizela.

Foto: Jornal O Vilaverdense

 

Deixe um comentário