Futebol: Infesta vence ao cair do pano

Cinco grandes penalidades e quatro expulsões, num jogo cheio de emoção.

O Infesta bateu na tarde de ontem a equipa do Vila FC por 3-2 em jogo da 3ª jornada da Taça BRALI, dando uma réstia de esperança a um eventual apuramento para a fase seguinte.

INFESTA: Miguel, Dani Soares (Teixeira, 70′), Amaral, André, Pedro Oliveira, Lúcio (João, 70′), Vitinha, João Rodrigues (Vasco, 64′), Semedo, Maia e Mário.
Tr: António Formoso
Não jogaram: Zé Pedro, Duarte, Rui Ferreira e Paiva.

Num jogo atípico em que ficou marcado por cinco grandes penalidades e quatro expulsões, o Infesta mereceu a vitoria por 3-2, numa partida cheia de emoção até ao apito final. Mas, a primeira parte não teve a mesma emoção que a segunda pois só aos 30 minutos é que houve perigo numa das balizas quando Maia ficou isolado perante Hélder Costa mas atirou à trave. Foi neste melhor periodo do Infesta que a equipa de Formoso chegou à vantagem através de uma grande penalidade ao 35 minutos, concretizada pelo capitão Vitinha a castigar uma clara mão na bola de Joel, que evitou um golo certo a Mário. O defesa do Vila acabou expulso nesse lance e colocou a equipa forasteira a jogar com dez unidades.

A segunda parte arranca com o segundo golo do Infesta, novamente de penalti. Desta vez foi Miguel Borges a jogar a bola com a mão dentro da área e o castigo máximo foi novamente concretizado por Vitinha que colocou o Infesta a vencer por 2-0. Cinco minutos depois, o Vila reduz também de grande penalidade por Josué, a castigar falta de André na área do Infesta. Aos 56 minutos, Pedro Oliveira foi admoestado com o segundo cartão amarelo e o Infesta passou a jogar também com dez jogadores em campo. Mesmo assim, o Infesta mantinha o ascendente e prova disso foi ao 60 minutos quando Vitinha de livre, atirou à barra da baliza de Hélder Costa. No entanto, aos 66 minutos, foi assinalada nova grande penalidade a favor do Vila por suposta mão na bola de André na área do Infesta. Chamado à conversão, Josué permitiu a defesa do guarda-redes Miguel. O empate surgiu pouco depois, aos 75 minutos. Já com o Vila reduzido a nove unidades por expulsão de Gustavo, João faz falta na área e Josué, chamado pela terceira vez a marcar uma grande penalidade nesta partida, acabou por bisar e empatar o encontro a duas bolas. Miguel Borges foi admoestado com o segundo amarelo aos 87 minutos e a equipa visitante passou a jogar com oito elementos o que permitiu ao Infesta subir cada vez mais no terreno e pressionar o seu adversário. que deu frutos já em tempo de compensação por André que num remate cheio de intenção, deu os três pontos ao Infesta. O Vila ainda responde por Gerson, com um remate ao poste.

Com a primeira vitoria na fase de grupos, o Infesta recoloca-se na luta pelo apuramento mas necessita de vencer os dois jogos que restam (Foz e Dragões Sandinenses) e esperar que Custoias e Canidelo percam pontos. No próximo domingo, o Infesta recebe o Gondim-Maia para a 7ª jornada do campeonato.

Deixe um comentário