Futebol: Infesta vence por 3-0 mas no final, soube a pouco

Bruninho voltou a fazer um golo de excelente recorte técnico.

Uma vitória por 3-0, que se aceita, face ao que se passou dentro das quatro linhas. O Infesta foi superior ao Vilaverdense em todos os capítulos do jogo, mas a vitória, no final, soube a pouco.

INFESTA: Isac, Rui Jorge, Carlos Pinto, Tiago Jonas, Pedro Pereira, João Reis, Vitinha I, Bruninho (Tiago Veiga, 88′), Vitinha II (Digas, 81′), Ricardinho (Serge, 66′) e Pedro Nuno.

O Vilaverdense entrou melhor na partida e nos primeiros 15 minutos de jogo, teve várias oportunidades soberanas para inaugurar o marcador. Aos 5 minutos, Diogo Leite ganha espaço para um remate, mas Isac a opor-se bem ao lance, defendendo para canto. No pontapé de canto, Bruno Filipe atira de cabeça com perigo, ao lado da baliza do guardião do Infesta. O Vilaverdense era a equipa mais perigosa e aos 13 minutos, tem nova soberana oportunidade por intermédio de Madior que cruza da direita e Diogo Leite, sem oposição, atira de cabeça ao lado. O Infesta equilibrou a partida e numa jogada de insistência de Pedro Pereira, este deixa em Ricardinho que atira cruzado, mas ao lado da baliza de Miguel. Nova jogada de perigo para o Infesta aos 25 minutos, por Bruninho que em zona frontal, atira de fora da área para excelente intervenção do guarda-redes forasteiro. O Infesta passou a dominar o encontro por completo e aos 39 minutos, viria a inaugurar o marcador por Pedro Nuno que aproveitando um deslize de um defesa, ficou completamente só perante Miguel e não deu hipótese ao guarda-redes do Vilaverdense. O Infesta estava em vantagem. Vantagem essa que foi ameaçada dois minutos depois num livre que Sérgio bombeou para a área, a bola passou por toda a gente mas valeu Isac que estava atento e defendeu com o pé para canto. Ao intervalo, o Infesta merecia a vantagem.

Na segunda parte, o Vilaverdense, que só criava perigo em lances de bolas paradas, aos 51 minutos quase chegava ao empate. Num livre da esquerda de Sérgio que cruza para a área, Bruno Leite penteia a bola que fica à mercê de Lomba, que de cabeça atira com perigo por cima. O Infesta chegou ao segundo golo aos 57 minutos por Bruninho que isolado por João Reis, simula um passe para o seu companheiro, senta autenticamente o guarda-redes Miguel e com a baliza escancarada, faz o 2-0 para o Infesta. Era o golo da tranquilidade. O Vilaverdense ficou reduzido a dez unidades aos 66 minutos, quando Madior foi expulso por uma entrada violenta sobre Pedro Pereira que deixou marcas no joelho do defesa esquerdo infestista. O recém-entrado Serge, tem aos 68 minutos um remate cruzado que passa rente ao poste da baliza do Vilaverdense e na resposta, mais uma vez de livre, Ribeirinho cruza e Paulo Ricardo ao segundo poste, atira de cabeça às malhas laterais. Não satisfeito com o 2-0, o Infesta foi à procura do terceiro golo e aos 83 minutos, Pedro Nuno desmarca Bruninho na direita e este de primeira e já dentro da área, atira ao lado. Pouco depois, chega o terceiro golo para o Infesta. Aos 87 minutos, João Reis desmarca Digas na esquerda, este já dentro da área, deixou em Pedro Nuno que na zona da grande penalidade, rodopia sobre o defesa, volta a finta-lo e sem oposição, fecha o marcador em 3-0.

Excelente vitoria do Infesta por 3-0 que ultrapassa novamente o Padroense na classificação, pois foi derrotado em Ribeirão pelo mesmo resultado. A pior noticia veio da Póvoa do Varzim pois o Joane, venceu por 0-1 a equipa poveira. O Infesta até final do campeonato, terá deslocações complicadas, a começar já para a semana, visitando o Vizela que ainda tem uma ténue esperança de subir de divisão. Na mesma jornada, o Joane recebe o Amarante, enquanto o Padroense recebe o Fafe. A jornada do próximo domingo, pode começar já a definir o destino das equipas, no que toca a despromoções, pois caso o Infesta saia derrotado de Vizela e o Joane vença em casa o Amarante, a distância pontual entre ambas as equipas aumenta para 7 pontos quando ficam apenas duas jornadas por disputar (6 pontos). O mesmo pode acontecer ao Padroense caso perca em casa com o Fafe. Há que ter esperança que o Infesta consiga trazer os três pontos de Vizela e já demonstrou em alguns jogos, que é bem capaz de o conseguir.

Deixe um comentário