Futebol: Injustiça a cinco minutos do fim

O Infesta saiu derrotado do jogo inaugural do campeonato.

Na deslocação ao terreno do Limianos, o Infesta perdeu por 2-1. O encontro iniciou algo equilibrado, sem grandes ocasiões de golo para ambas as partes, no entanto, foi a equipa da casa a chegar à vantagem por intermédio de Tanela que aos 8 minutos, aproveitou uma atrapalhação na defesa do Infesta para inaugurar o marcador. Com o golo, o Limianos pegou no jogo, criando alguns lances de perigo, mas aos poucos, o Infesta foi equilibrando a contenda, tendo também disposto de um ou outro lance para chegar ao empate.

Na segunda metade, a equipa da casa voltou a entrar forte mas o Infesta aos poucos foi pegando no jogo, principalmente após as entradas de Digas e Ely. Aos 68 minutos, Maga foi carregado na área e de pronto, foi assinalada grande penalidade a favor do Infesta. Chamado a converter, Pedro Nuno permitiu a defesa de Litos, mas na recarga, Ely fez o empate. O Infesta cresceu com o golo e na jogada seguinte, Pedro Nuno esteve perto de dar a vantagem ao Infesta ao isolar-se, mas na cara com Litos, não conseguiu desfeitear o guardião da casa. Com o passar dos minutos, o Limianos volta ao jogo e também tem oportunidades de poder fazer o golo da vitória, golo esse que surgiu por intermédio de Tanela, que bisou na partida aos 85 minutos, respondendo bem a um cruzamento vindo da esquerda, fixando assim o resultado final.

A derrota acaba por ser injusta, face ao equilíbrio demonstrado durante todo o encontro entre as duas equipas, pelo que se aceitava melhor a divisão de pontos. O árbitro da partida, Rui Fernandes de Viana do Castelo, esteve mal no capitulo disciplinar ao não ter uma dualidade de critérios igual para ambas as equipas, prejudicando largamente o Infesta.

A próxima jornada, em que o Infesta recebe o Ribeirão, está agendada apenas para dia 23 de Setembro, pelo que o Infesta tem já agendado um jogo treino no próximo sábado, no Estádio Moreira Marques às 10h30, frente ao Cinfães.

Deixe um comentário