Futebol: José Manuel Ribeiro “Este jogo com o Joane, é crucial”

Infesta venceu em Joane na 1ª volta por 0-1.

O Infesta tem um jogo de vida ou morte este domingo com o Joane. A equipa de José Manuel Ribeiro, só pode pensar em vencer pois arrisca-se a ver o seu adversário, fugir na tabela em caso de vitoria. O treinador do Infesta, sabe da importância do encontro: “É uma final. Temos mesmo de vencer para podermos continuar a acalentar a esperança de conseguirmos a manutenção. A equipa nos últimos jogos, à excepção do jogo com o Boavista, tem estado defensivamente bem, sofremos muito poucos golos, agora, precisamos é de marcar golos, pois temos tido muitas dificuldades em chegar à baliza adversária.
Sobre este problema atacante, que tem afectado a equipa nos últimos seis jogos onde não marcou qualquer golo, José Manuel Ribeiro dá o mote aos seus jogadores: A mensagem que deixo para os jogadores é que acreditem neles próprios, pois muitos destes jogadores subiram de divisão o ano passado e este ano já tiveram bons jogos. A atitude lá na frente, tem de ser positiva. Os jogadores têm de acima de tudo, deixar de pensar no mau momento que estamos a passar. Não podemos entrar em campo a pensar que temos medo e que vamos perder, não. Mesmo em desvantagem, temos de ir à luta e procurar o empate e depois a vitoria. Já demonstramos que não somos assim tão maus, já demonstramos que temos capacidade para vencer, agora o que tem faltado, é a confiança”.
O jogo com o Joane é crucial, mas uma vitória frente ao joanenses, não chega para a equipa se manter: “Sim, temos de ganhar os três jogos em casa (Joane, Vilaverdense e Padroense), mas é óbvio que este aqui é crucial. Perdendo este, ficamos numa posição muito difícil pois temos jogos complicados fora de casa. É um cenário que não equacionava no inicio da temporada, fizemos uma boa equipa, com condições para se manter, mas prontos, acabamos por não ter a competência necessária para estarmos numa posição mais desafogada nesta altura do campeonato”.
À pergunta sobre o que é que correu mal para o Infesta estar numa posição tão desconfortável na tabela classificativa, José Manuel Ribeiro responde: “Eu não gosto de me andar a desculpar do que quer que seja, mas eu posso andar a treinar mais 30 anos e tenho a certeza que não vou ter tantos azares como tive nesta temporada, principalmente ao nível das lesões. Apesar de ter a equipa quase a 100%, os jogadores ao pararem duas, três semanas, depois precisam de ganhar ritmo competitivo e obviamente que isso pesa. Mas não me posso desculpar só por ai, tivemos jogos em que deveríamos ter feito mais, principalmente no inicio da época, onde tivemos meia dúzia de jogos em que podíamos ter vencido ou pelo menos empatado”.

O Joane, visita o Infesta com uma vantagem de seis pontos, fruto da vitoria em casa no passado domingo, frente ao Fafe (2-0). No histórico de confrontos entre ambas as equipas, o Joane costuma ser um bom adversário para o Infesta, pois nos últimos seis encontros em que se defrontaram na casa do Infesta, a equipa da casa venceu cinco e empatou apenas um (0-0), curiosamente o último jogo que foi disputado em 2009/10 para a 3ª Divisão Nacional. O árbitro da partida, é o Sr. Paulo Brás da A.F.Guarda, árbitro de má memoria para o Infesta pois foi o que apitou o jogo em que o Infesta recebeu o Gondomar. Este jogo será disputado neste domingo, a partir das 15h00 no Parque de Jogos Manuel Ramos – Arroteia.

Deixe um comentário