Futebol: Maior eficácia deu vitoria ao Lavrense

Infesta e Lavrense proporcionaram um bom espectáculo de futebol.

Em mais um derbi matosinhense, o terceiro esta temporada, depois de dois empates, ambos em casa do Lavrense, a equipa forasteira conseguiu bater o Infesta no seu reduto, num jogo recheado de emoção, interrompendo uma série positiva de três partidas sem perder. A equipa de Lavra conseguiu ser mais eficaz no momento da finalização e isso fez toda a diferença.

Prova: Campeonato da Divisão de Honra – AF Porto | 18ª Jornada
Local:
Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia
INFESTA:
João Gomes, Sousa, Teixeira, André Ribeiro, Estrela, Vitinha (Neto, 77′), Tiago, Rafael Rezende (André Fernandes, 77′), Rui Ferreira (Soares, 46′), Paiva e João Rodrigues.
Treinador:
Jorginho
Suplentes não utilizados:
Guilherme, Semedo, Ricardo e Carlos.

A primeira parte foi bem disputada e equilibrada, embora a equipa forasteira tenha tido algum ascendente no inicio da partida, apercebendo-se de algumas fragilidades do sector defensivo do Infesta. O ex-Infesta, Tiago Carvalho, aos 8 minutos, rematou à baliza do jovem guarda-redes do Infesta, João Gomes, mas a bola saiu junto ao poste. João que é ainda junior, esteve muito bem e seguro na baliza e empenhou-se com garra num lance que veio disputar fora da área, limpando a jogada aos pés de Tiago Carvalho. O Infesta respondeu por Rui Ferreira que deixou a bola escapar junto da outra baliza. Wendal rematou forte para uma defesa incompleta de João Gomes que contou com a ajuda do central André Ribeiro para aliviar. A equipa visitante tanto insistiu que aos 28 minutos inaugurou o marcador a favor do Lavrense, por José Campos que aplicou um remate potente e rasteiro, com a bola a passar por baixo das pernas do guardião infestista. O Infesta reagiu e cresceu e aos 40 minutos chega ao empate por Paiva que respondeu bem ao cruzamento de Rafael. Em cima do intervalo, ficou uma grande penalidade por assinalar a favor do Infesta por falta sobre Sousa dentro da grande área.

A segunda metade voltou a ser equilibrada e numa altura em que o Infesta subiu à área lavrense, num contra-ataque rápido, João Silva em jogada individual e na cara de João Gomes, colocou novamente os visitantes em vantagem. Tiago e Estrela desperdiçaram soberanas ocasiões para empatar mas a maior experiência dos atletas do Lavrense foi fatal com Crespo de cabeça a emendar um cruzamento. Em cima do apito final, Neto sofre falta na área e Sousa, na transformação do castigo máximo, reduz para 2-3, estabelecendo o resultado final.

Derrota injusta pois o Infesta merecia pelo menos o empate, num bom jogo de futebol, recheado de golos e emoção. A derrota mantém o Infesta abaixo da linha de água com 18 pontos, os mesmos que o Vila FC. Na próxima jornada o Infesta desloca-se ao reduto do Gens SC.

Foto: Carla Ferreira

Deixe um comentário