Futebol: Nando “arrasou” o Infesta

Relvado empapado e escorregadio, não ajudou à pratica do bom futebol.

Jogo de sorte que sorriu ao Ermesinde, que soube adaptar-se melhor ao relvado e às condições climatéricas pouco favoráveis à pratica do futebol, no jogo que marca o regresso do capitão Vitinha ao onze inicial, após longa lesão.

Prova: Campeonato da Divisão de Honra – AF Porto | 14ª Jornada
Local:
Estádio de Sonhos, Ermesinde
INFESTA:
Miguel, Sousa, Teixeira, André Ribeiro. Estrela (André Fernandes, 55′), Tiago, Vitinha (João, 55′), Mário (Rui Ferreira, 55′), Lúcio, Jean e João Rodrigues.
Treinador:
Jorginho
Suplentes não utilizados:
Rudi, Ricardo, Semedo e Paiva.

Num jogo de “pontapé prá frente!, em que a sorte esteve do lado da equipa da casa, o Infesta até esteve perto de marcar ao quarto de hora de jogo quando Mário num remate, atirou por cima da baliza de Luís. À passagem da meia hora, Fajó obrigou Miguel a aplicar-se e a fazer uma grande defesa. Mas foi perto do intervalo que a história do jogo se começou a desenhar, João Rodrigues é empurrado dentro da área pelo guarda-redes da casa, mas o árbitro nada assinalou, na sequência da jogada, há um livre cobrado para a área do Infesta onde Miguel escorregou e Nando, muito oportuno, inaugura o marcador para a equipa do Ermesinde.

Na segunda metade, o Infesta entrou adormecido e logo a abrir, na sequência de um pontapé de canto, Nando desviou ao primeiro poste e aumentou a vantagem para a equipa da casa. O avançado da equipa do Ermesinde estava muito em jogo e foi ele que aos 55 minutos, derrubou Rui Ferreira na grande área dos locais, provocando grande penalidade que Lúcio converteu, reduzindo o marcador para 2-1. Mas cinco minutos depois, André Fernandes cometeu falta dentro da grande área do Infesta, tendo sido assinalada grande penalidade a favor da equipa da casa, na conversão, Nando não desperdiçou e fez o hat-trick. A vencer por 3-1, o Ermesinde soube gerir a vantagem, com raça mas também com anti-jogo, até ao final da partida. No entanto o Infesta nunca se deu por vencido e aos 73 minutos, Sousa é derrubado dentro da área mas o árbitro nada assinalou e já em período de descontos, Teixeira atirou uma bola à barra.

A derrota mantém o Infesta na 13ª posição, em zona de despromoção e nas próximas duas jornadas, jogará em casa, primeiro com o Maia Lidador que fechará a primeira volta do campeonato e depois com o Alpendorada no início da segunda volta.

Foto: Carla Ferreira

Deixe um comentário