Futebol: Repetiu-se o “filme” da época passada


Infesta foi superior ao Canidelo.

Mais uma vez, o Infesta foi a melhor equipa em campo, aquela que merecia conquistar os três pontos em disputa nesta primeira jornada da Taça Distrital da AF Porto. Um “filme” que se repetiu à semelhança da temporada passada onde o Infesta foi quase sempre superior aos seus adversários falhando bastante na finalização.

INFESTA: Zé Pedro, Rui Pedro (Nuno Pina, 59′), Teixeira, André, Pedro Oliveira, Mauricio, Amaral, João (Mário, 59′), Maia (Rui Ferreira, 74′), João Rodrigues e João Pinto (Vasco, 59′.
Suplentes não utilizados: Miguel Ângelo, Soares e Duarte.

Treinador: António Formoso

Disciplina: Amarelos a João (22′) e Pedro Oliveira (67′)

O Infesta foi o primeiro a dar sinal de perigo por Amaral que aos 6 minutos teve um excelente remate para defesa a dois tempos do guarda-redes Sérgio. Areias na resposta atirou de livre à barra da baliza de Zé Pedro, mas Maia na jogada seguinte, por um triz, não chegou à bola cruzada por João Pinto. A fechar a primeira parte, João Rodrigues atirou de cabeça à barra da baliza de Sérgio.

Na segunda parte, Maia deu o primeiro sinal de perigo com um toque subtil ao primeiro poste, após livre vindo da esquerda, mas o guarda-redes forasteiro estava atento e defendeu para canto. O Infesta aos 67 minutos, reclamou uma grande penalidade por falta sobre Pedro Oliveira mas o árbitro, admoestou o jogador do Infesta por simulação. Aos 88 minutos, Ricardo pela esquerda isolou-se e à saída de Zé Pedro, rematou cruzado não dando hipóteses ao guarda-redes do Infesta.

O árbitro da partida, José Silva da AF Porto teve uma arbitragem muito fraca.

O próximo jogo do Infesta é no próximo domingo, às 17h00, em Custóias, frente à equipa local.

Deixe um comentário