Futebol: Segunda parte de luxo deu a manutenção ao Infesta

 

Paiva deu o mote para a reviravolta.

INFESTA: Zé Pedro, Soares, Amaral, André, Pedro Oliveira, Tiago, Mário, Lúcio (João, 90′), Paiva (Maia, 85′), João Rodrigues (Rui Ferreira, 90′) e Jean.
Tr: Jorginho
Não jogaram: Miguel, Teixeira, Semedo e Vasco.

Há muito que não se vivia um clima idêntico ao que se viveu hoje num Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia, com lotação quase esgotada. O Infesta procurava desde inicio a vitoria para garantir a tão desejada manutenção mas as coisas nem sempre correram bem. Apesar do Infesta desde inicio ter demonstrado maior afinco no ataque que o seu adversário, como Jean que aos 16 minutos fintou dois adversários mas rematou fraco, foi a equipa do Nogueirense que chegou ao golo aos 38 minutos por Vitalii que aproveitou uma desatenção da defesa do Infesta para chegar à vantagem. Mário, perto do intervalo, quase chegava ao empate, mas Maikon, aplicou-se e defendeu para canto.

Na segunda parte, tudo mudou, o Infesta entrou novamente por cima e chegou aos empate aos 55 minutos, num livre batido da esquerda, a bola foi cabeceada ao segundo poste e Paiva, isolado, não desperdiçou e fez o empate, mais que merecido. A equipa galvanizou-se e aos 68 minutos, chegou à vantagem. Num livre batido no seu meio campo, Mário obteve a ajuda do vento para sobrevoar toda a gente e em género de “chapéu”, fez o golo. A equipa acreditou que podia chegar ao terceiro golo e assim aconteceu aos 72 minutos, Pedro Oliveira marcou um livre de pé esquerdo para a área, a bola passa por toda a gente e engana o guarda-redes Maikon. A equipa de Jorginho, apesar da vantagem, não baixou os braços e aos 83 minutos, Jean esteve perto de fazer o quarto golo mas o guardião adversário negou os intentos do avançado brasileiro do Infesta. Aos 86 minutos, Dudu também esteve perto do golo mas Zé Pedro conseguiu defender para canto.

Com a vitória do Infesta, a equipa de Jorginho garantiu a manutenção na Divisão de Honra a uma jornada do fim. Um prémio mais que justo para um clube que merece bem mais que esta divisão e para uma equipa que soube sofrer durante a temporada com a alteração de treinador a meio da época. Uma palavra de apreço não só aos atletas, treinadores, directores e equipa médica mas também à Comissão Administrativa que com todas as dificuldades, conseguiu uma manutenção que muitos não acreditavam ser possível. Na próxima jornada, o Infesta termina o campeonato no terreno do Vilarinho. 

Foto: Anabela Delgado (Mitchfoot)

Deixe um comentário