Futebol: Segunda parte desastrosa dita derrota do Infesta

 Infesta adormeceu na segunda parte.

INFESTA: Zé Pedro, Dani Soares, Amaral, André, Pedro Oliveira, Mário (João Rodrigues, 83′), Tiago, Lúcio, Rui Ferreira (Paiva, 62′), Maia e Jean (João, 62′).
Tr: Jorginho
Não jogaram: Miguel, Semedo, Douglas e Vasco.

A primeira parte do encontro, foi praticamente dominada desde inicio pelo Infesta e foi logo ao minuto 4 que a equipa de Jorginho dispôs da melhor oportunidade para marcar pelo brasileiro Jean que de baliza aberta, atirou ao poste da baliza de Beleza. O Infesta sempre com ascendente no jogo, dispôs de nova oportunidade aos 35 minutos por Maia que num remate, fez com que Beleza efectua-se a defesa da tarde. Perto do intervalo a equipa da casa deu um ar da sua graça com Zé Pedro a negar o golo por duas vezes.

Depois de uma primeira metade de grande fulgor do Infesta, nada fazia prever o que se passou na etapa complementar. Com o vento a seu favor e colocando sistematicamente os atletas visitantes em fora-de-jogo, o Gondim passou a dominar por completo a partida aproveitando-se de uma estranha letargia que os jogadores do Infesta mostraram desde o ínicio da segunda parte. Miguel aos 55 minutos inaugurou o marcador, tendo quatro minutos depois Jordan, aumentado a vantagem. Aos 70′ e 76′, Miguel, que bisou na partida e Veiga, fizeram o terceiro e quarto golo, de nada valendo o tento de Paiva aos 87 minutos, após um bom trabalho de João Rodrigues.

O Gondim-Maia é uma das equipas que luta por um lugar de subida mas o Infesta até se bateu bem na primeira parte. A derrota por 4-1, foi a maior da temporada até ao momento para o Infesta que até esta jornada, tinha um saldo de 26 golos sofridos em 23 jogos o que para uma equipa que se encontra a lutar para não descer, é bastante satisfatório. Na próxima jornada, o Infesta recebe em casa o Balasar.

Deixe um comentário