Infesta entrou a vencer mas saiu a perder

19 de Março de 2018

  • Divisão de Elite | AF Porto | 25ª jornada
  • VALADARES GAIA 2-1 INFESTA
  • Domingo, 18 de Março, 15h00
  • Local: Complexo Desportivo de Valadares, Vila Nova de Gaia
  • INFESTA: Rui Diogo; Lico, Amaral, André Ribeiro e Jonas; Ricardo (Varela, 83′), Lúcio, Couto e Mário; Rui Filipe (Ruca, 72′) e João Rodrigues.
  • Tr: Jorginho
  • Não utilizados: Pedro, Vitinha, Lima, Cardoso e Rafa.

O Infesta continua a sua pior fase da temporada ao perder com o agora líder do campeonato, o Valadares Gaia, por 2-1. Apesar da derrota, o Infesta deu mostras de retoma, relativamente às jornadas anteriores, o que dá sinal de garantias para as partidas que se avizinham.

Foi uma exibição de “encher o olho” aquela que o Infesta fez durante a primeira parte, entrou determinado e acutilante e chegou à vantagem aos 12 minutos, na sequência de um livre de Couto para a área, João Rodrigues estava no sitio certo e fuzilou a baliza à guarda de Fábio, inaugurando o marcador. Aos 15′, excelente jogada de João Rodrigues que passou pelo defesa, cruzou para Mário que ficou isolado mas este perdeu a oportunidade de aumentar a vantagem, perante o guardião da casa. A equipa do Valadares reagiu pouco depois com Hugo a rematar para uma defesa atenta de Rui Diogo, mas o Infesta mantinha-se por cima na partida, André Ribeiro aos 28 minutos permitiu uma boa intervenção de Fábio e no minuto seguinte, Amaral atirou com a bola ao poste. Aos 40 minutos surge um contra-ataque rápido do Valadares onde dois atletas da equipa da casa ficam isolados, à saída de Rui Diogo, os dois jogadores passam a bola entre si, introduzindo a bola na baliza, porém, o auxiliar anula o lance por fora-de-jogo e os ânimos exaltam-se no estádio. O Valadares pressiona e Rui Diogo teve de se aplicar duas vezes para manter a baliza inviolada. Antes do intervalo, João Rodrigues tem nova arrancada e isola-se, foi derrubado por trás e o árbitro apenas mostrou um cartão amarelo, motivando protestos do banco do Infesta que pediam vermelho. A equipa de arbitragem teve de sair escoltada pela polícia ao intervalo devido aos protestos dos adeptos da casa.

Na segunda parte, o Infesta amoleceu um pouco o seu jogo mas teve duas oportunidades de aumentar a vantagem, primeiro João Rodrigues tenta o remate, quando tinha Mário em melhor posição para o fazer e pouco depois, Rui Filipe isolado, tenta jogar no meio e falha nova oportunidade. O Valadares foi crescendo com as alterações efectuadas pelo seu treinador e aos 58 minutos, Rafa, aproveitou uma jogada confusa na área para empatar a partida. Pouco depois, aos 62 minutos, o Valadares chega à vantagem através de uma grande penalidade convertida por Osório, a castigar falta do guarda-redes Rui Diogo sobre um atacante da casa. O Infesta tentou responder à desvantagem mas a equipa da casa, com um pouco de anti-jogo, foi sustendo os intentos atacantes da equipa de Jorginho. Mesmo a acabar, um lançamento longo de Rui Diogo para o ataque, isola Ruca que partiu em posição legal, mas o auxiliar “borrou a pintura” ao anular o lance que poderia dar o empate ao Infesta, motivando muitos protestos.

Resultado injusto devido à excelente primeira parte que o Infesta fez, pelo menos o empate era merecido. Destaque para o jovem Ricardo que fez uma soberba exibição e saiu do campo com cãimbras. Com esta derrota, o Infesta soma o sétimo jogo sem vencer. Na próxima jornada há derby concelhio com o Infesta a receber o Lavrense.

Foto: Carla Ferreira