Infesta repete resultado da temporada anterior

O Grijó voltou a vencer o Infesta pelo mesmo resultado da época anterior

O jogo de esta tarde em Grijó, foi uma cópia exacta do da temporada passada, mas com uma diferença, nenhuma das equipas merecia ganhar, pois esta tarde, ao contrario do encontro de Fevereiro, assistiu-se a um mau espectáculo de futebol. Apesar de ser o Grijó com mais posse de bola durante os primeiros 15 minutos do encontro, foi o Infesta que efectuou o primeiro remate do encontro aos 16′ por Paulinho. A equipa grijoense respondeu três minutos depois com um remate de Bruno Carvalho, por cima. Só aos 36 minutos é que ocorreu o primeiro sinal de perigo e foi o Infesta a criar essa oportunidade quando num pontapé de canto de Paulinho marcado ao primeiro poste, um defensor alivia para cima, a bola em direcção da baliza é depois socada por Isac para a entrada da área onde aparece Vitinha II, que de primeira, atira ao lado. Cinco minutos depois, a defesa da tarde por parte de Miguel, quando Bruno Faria responde de cabeça a um canto marcado da direita e Miguel, faz uma grande defesa para canto.

A segunda parte começou praticamente com o golo do Infesta. Aos 50 minutos, Paulinho, num livre batido em zona frontal, atira com força (e com a ajuda do vento), para o fundo da baliza. Estava inaugurado o marcador. A equipa da casa respondeu bem e doze minutos depois chegou à igualdade por Bruno Faria que aproveita uma bola perdida na pequena área, depois de um pontapé de canto, para fazer o golo. Tiago Dias aos 66 minutos, remata com muito perigo ao lado da baliza de Isac. Aos 74 minutos, foi perdoada a expulsão a Dani que já tinha um cartão amarelo e não levou o segundo depois de ter tido uma entrada muito dura sobre Vitinha II. Aos 82 minutos, o Grijó chega à vantagem. Pontapé de canto da direita, e Loureiro, sozinho na pequena área, de cabeça fez o segundo golo, de nada valendo o esforço de Miguel, que ainda toca na bola. Depois da expulsão perdoada a Dani, o Infesta tem que se queixar novamente da equipa de arbitragem aos 87 minutos pois ficou uma grande penalidade por assinalar, numa falta de Volta sobre Maga, que lhe puxou a camisola. O arbitro mandou seguir a jogada. Já em período de compensação, excelente oportunidade para empatar por Paulinho, quando num livre, aos 93 minutos, atirou à barra com a bola a bater de imediato no chão, ficando a sensação de ter passado a linha de golo, na sequência, Paulinho protestou com o arbitro, recebendo de forma algo exagerada, ordem de expulsão. O jogo terminava pouco depois com o resultado a ser injusto pois nenhuma das equipas merecia ganhar. No final do encontro, Miguel também recebeu ordem de expulsão do arbitro Pedro Barbosa, sem qualquer razão que justifica-se.

O Infesta foi a unica equipa derrotada nesta jornada, já que nos outros encontros só houve empates. Assim sendo, o Infesta desce para a 10ª posição com apenas 1 ponto e no próximo domingo, recebe o Vila Real, no Parque de Jogos Manuel Ramos, em jogo marcado para as 15h00.

Deixe um comentário