Infesta superior mas derrotado… pela arbitragem

6 de Novembro de 2016

infesta_ermesinde_team

Jogo bastante viril que se disputou no Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia, entre o Infesta e o Ermesinde. Ainda sem contar com alguns dos habituais titulares, o Infesta esteve razoavelmente bem mas foi claramente prejudicado pelo árbitro nomeado para esta partida, o Sr. Pedro Barbosa.

A equipa forasteira foi quem deu o primeiro sinal de perigo por Alex que rematou perigoso mas ao lado. O Infesta respondeu bem pouco depois, na cobrança de um livre por falta de Carlos que deu literalmente um pontapé na cabeça de Sousa e nem amarelo viu, João Rodrigues respondeu de cabeça com a bola a embater na barra da baliza de Pedro. A virilidade de alguns dos jogadores do Ermesinde foi bem demonstrada aos 25 minutos com uma entrada dura de Fajó sobre Rui Ferreira que atirou com o avançado do Infesta para fora das quatro linhas, o árbitro da partida, nada assinalou. O jogo começou a ficar “quente” mas o árbitro demorou a mostrar cartões, começando a perder o controlo da partida bem cedo. À passagem da meia hora, Semedo não teve arte nem engenho para fazer o golo quando apareceu sozinho ao segundo poste após a marcação de um livre do lado direito do ataque do Infesta.

A segunda parte iniciou com o golo do Ermesinde, Fajó apareceu ao segundo poste sozinho, após uma desatenção da defesa do Infesta e inaugurou o marcador aos 46 minutos. O Infesta respondeu, após uma bola bombeada para a área, houve um alívio do central Paparradas para a entrada da área onde apareceu Vitinha que rematou rasteiro e colocado, mas a bola é desviada “in extremis” por um defesa para canto. O Infesta estava por cima do jogo e num lance confuso dentro da grande área, Vitinha rematou e um jogador do Ermesinde cortou a bola com a mão e pior que tudo, a bola já tinha passado a linha de golo… O jogo tornou-se bastante duro e existiram muitas paragens, anti-jogo, jogo jogado na segunda parte foram cerca de 20 minutos… e só aos 73 minutos é que houve novamente perigo junto de uma das balizas, numa falta cometida por um jogador do Ermesinde que o árbitro transformou num livre contra o Infesta, Carlos podia ter aumentado o marcador para a equipa forasteira, mas a bola bateu na barra. O Infesta respondeu por Mário que rematou com perigo mas a bola foi cortada em cima da linha de golo por um defesa. O Infesta bem tentou chegar ao golo do empate, Neto, isolado, esteve perto de o fazer mas não acertou no cabeceamento e mesmo a acabar, André Fernandes é empurrado por Pacheco dentro da área, o árbitro mandou seguir. O anti-jogo do Ermesinde que não demonstrou qualquer qualidade de jogo, criando perigo só em lances de bola parada e a dureza dos seus atletas, aliados à permissividade do Sr. Pedro Barbosa, não permitiram que o Infesta conseguisse somar, pelo menos um ponto, num jogo em que foi claramente superior ao seu adversário.

Com a derrota, a equipa de Jorginho desce ao 8º lugar, estando a 8 pontos do agora líder isolado Nun’Alvares. Na próxima jornada, o Infesta desloca-se ao Nogueirense.

Foto: Carla Ferreira