Antevia-se um bom jogo entre duas equipas que têm vindo a fazer um campeonato dentro das expectativas. O Infesta entrou melhor na partida, dominador no primeiro tempo, chegando ao intervalo a vencer com um golo do “suspeito do costume“, Miguel Dias. A equipa do Folgosa, foi à procura de outro resultado na segunda parte, tendo dado a volta ao marcador em poucos minutos, em dois erros que foram fatais para a equipa de Sérgio Nora.

Domingo | 21 de Novembro de 2021 | 15h00

Divisão d’Élite – Pró Nacional – Série 2 | AF Porto | Jornada 12

Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia

FC INFESTA 1-2 FOLGOSA DA MAIA FC

1-0 Miguel Dias (19′) g.p. | 1-1 Rike (62′) g.p. | 1-2 Rike (66′)

FC INFESTA: Miguel Silva, Rafa (71′), Zé Miguel, Elvas, João Ricardo (40′), Morais, André Teixeira, Paulinho, Aroso (60′), Diogo Costa (60′), Miguel Dias.

TR: Sérgio Nora

Suplentes: Mateus, André Ribeiro, Afonso, Dinis (60′), Viana (40′), Nuno Nora (60′) e Simãozinho (71′).

FOLGOSA DA MAIA FC: Rui Diogo, Saldanha, Pedro Nuno, Justino, Brayan, Bessa (45′), Rodrigo, Bruninho (84′), Rike (72′), João Rodrigues (84′) e Tiago Gomes.

TR: Óscar Nogueira

Suplentes: Rica, Igor (84′), Vasco Sousa, Gonçalo Vaz (45′), João Lindo (84′), Hélder Saraiva (72′) e Jeff.

Infesta e Folgosa, entraram para esta jornada separados por apenas 1 ponto, a favor dos maiatos. Estando ambas as equipas muito próximas do lugar de acesso à fase de subida, antevia-se um bom espetáculo de futebol, algo que se veio a concretizar.

Na primeira parte, o Infesta foi dominador, mantendo a bola na sua posse e atacando só quando tinha a certeza, porém, foi o Folgosa por intermédio do ex-Infesta, João Rodrigues, que criou primeiro perigo com um remate para as mãos de Miguel Silva. O Infesta respondeu de imediato por Miguel Dias que rematou sobre a barra e aos 18 minutos, num cruzamento da direita, Miguel Dias foi empurrado por um defesa forasteiro, dentro da grande área, o árbitro não hesitou e assinalou grande penalidade a favor do Infesta que o avançado se encarregou de bater e inaugurar o marcador, apontando assim, o 10º golo no campeonato. A partida entrou na toada do equilíbrio com a equipa maiata a criar perigo, perto do intervalo num cabeceamento, que o guarda-redes Miguel Silva, apesar de apanhado em contrapé, ainda conseguiu fazer uma defesa estupenda, segurando a vantagem para o Infesta.

Na etapa complementar, a equipa maiata entrou com uma dinâmica mais ofensiva e com muita postura e a equipa do Infesta, apática e sem conseguir reagir ás diversas investidas do adversário. André Teixeira e Zé Miguel, “limparam” dois lances perigosos, junto da baliza de Miguel Silva e, aos 62 minutos, Brayan sofre um toque de Rafa, no pé, dentro da área e o árbitro a castigar o Infesta com uma grande penalidade. Rike não perdoou e empatou oencontro. Galvanizados pelo empate, a equipa do Folgosa foi à procura do segundo golo, que chegou pouco depois, aos 66 minutos, numa falta cometida, a 25 metros da baliza do lado esquerdo, Rike, com um livre de belo efeito, colocou a bola no canto superior esquerdo da baliza, não dando hipótese para Miguel Silva. O Infesta bem tentou chegar ao empate mas o Folgosa fechou muito bem todos os acessos á sua baliza e só aos 90 minutos, primeiro por Morais com um remate à figura e depois Simãozinho, que consegue furar na zona central da defesa do Folgosa e á saída do guarda redes, remata a poucos centímetros do posto do lado direito, é que esteve perto do empate, no entanto, o resultado não sofreu alterações.

Aceitava-se o empate, numa partida em que demasiados erros que a equipa do Infesta cometeu na segunda parte, ditaram o desfecho final a favor do adversário.

O Infesta mantém-se na 7ª posição, com 17 pontos somados e na próxima jornada, desloca-se ao terreno do Varzim “B”.

Foto: Joaquim Sousa